Muitas pessoas fantásticas têm baixa autoestima

Muitas pessoas revelam uma forte tendência para destacarem as suas fraquezas e darem pouca importância ás suas capacidades. Muitas pessoas são incapazes de se verem como realmente são. Muitas pessoas têm baixa autoestima.

A autoestima pode definir-se como como um conjunto de sentimentos e pensamentos do indivíduo em relação ao seu próprio valor, competência, confiança, adequação e capacidade para enfrentar desafios, que se traduz numa atitude positiva ou negativa em relação a si mesmo. Considera-se a autoestima um importante fator que influencia a forma da pessoa se perceber, se sentir e responder ao mundo. A alta ou baixa autoestima está relacionada com as experiências do indivíduo ao longo da vida, principalmente, aquelas que se referem à afeição, ao amor, à valorização, ao sucesso ou ao fracasso. Parece ser consensual que uma autoestima positiva é fundamental para que uma pessoa desenvolva ao máximo as suas capacidades.

Seguem-se então 6 dicas para o ajudar a manter a sua autoestima num nível satisfatório. Em primeiro lugar, procure conhecer-se identificando as suas qualidades e desenvolvendo-as, mas também avaliando os seus defeitos ou fraquezas e transformando-os em virtudes. Em segundo lugar, mantenha contatos sociais, saia de casa e procure fazer amigos, conversar e divertir-se. O isolamento social promove os pensamentos disfuncionais. A terceira dica tem a ver com aquilo em que é realmente bom. Desenvolva as suas aptidões, observe os seus resultados positivos e fique mais confiante das suas ações. Quarto ponto, procure aceitar e ajudar o outro. Isso trará afirmação e confiança ao outro mas também fará com que você se sinta bem por poder ajudar e ser útil a alguém. O quinto ponto refere-se ás comparações. Evite fazê-las! Ninguém é igual, melhor ou pior que o outro. Cada ser humano é único. Seja você mesmo sem se querer enquadrar em padrões ditados pelos outros ou pela sociedade. Por fim, ouça-se a si mesmo, aceite-se e ame-se. Acredite que é alguém especial, ame seu corpo, cuide dele e da sua mente, faça coisas de que gosta e aceite-se tal como é!

Aumentar a sua autoestima pode ser uma tarefa complicada se você estiver num momento particularmente desfavorável da sua vida. Por outro lado, uma baixa autoestima pode conduzir a problemas de ansiedade, depressão e isolamento, tornando-se numa “pescadinha de rabo na boca”. Se sentir que não está a conseguir levar a cabo sozinho essa tarefa, procure ajuda especializada. Um psicólogo/a poderá ajuda-lo a ver-se a si mesmo numa outra perspetiva e pode acompanhar a sua tarefa de autoconhecimento, desenvolvimento pessoal e aceitação. Num trabalho colaborativo, você e o seu psicólogo/a poderão alcançar o equilíbrio da sua autoestima. Você é um ser único e deve gostar do que vê refletido no espelho mas também de gostar daquilo que o espelho não mostra, como ter opiniões e gostos próprios e de ser responsável pelos seus atos.

Goste de si e seja mais feliz!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s