PHDA-Perturbação de Hiperactividade e Défice de Atenção

PHDA

O meu filho parece que está sempre “ligado à corrente”. Já não sei o que fazer!

Se o seu filho apresenta manifestações comportamentais que afectam o seu normal funcionamento, em diferentes contextos de vida, caracterizadas por actividade excessiva (agitação psicomotora), distracção (dificuldade de concentração, focagem e manutenção da atenção) e impulsividade (dificuldade na auto-regulação, agir sem reflectir), poderá estar perante uma Perturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção (PHDA). Não basta que a criança apresente estes sintomas mas sim que estes se manifestem com uma intensidade e frequência desadaptativas no que diz respeito ao nível de desenvolvimento da criança.

Como chegar ao diagnóstico?

Procure um Psicólogo ou um Pedopsiquiatra para que seja feita à criança uma avaliação, que irá determinar se de facto o seu filho tem um problema de hiperactividade, défice de atenção ou ambos. A avaliação da PHDA é comportamental, ou seja, tem por base a identificação e caracterização dos sintomas ao longo do tempo e em diferentes situações e contextos.

E agora, ele tem PHDA! O que é que eu faço?

Confrontado com um diagnóstico de PHDA, importa em primeiro lugar descodificar, ou seja, perceber o que é que isso significa para poder lidar com o seu filho e com os seus comportamentos de uma forma mais adaptativa.

 A PHDA é uma perturbação do neurodesenvolvimento, que resulta de alterações no funcionamento do sistema nervoso da criança. A sua origem é ainda desconhecida, sendo possível apenas determinar um conjunto de fatores que podem contribuir para o seu desenvolvimento, como por exemplo a hereditariedade, a ingestão de substâncias tóxicas pela mãe durante a gravidez, lesões no sistema nervoso central ou ainda problemas familiares ou sociais. Tem habitualmente início na infância, antes dos sete anos e em alguns casos prolonga-se pela adolescência e idade adulta.

Esta perturbação traduz-se numa diminuição ou ausência de controlo da criança, numa incapacidade para controlar a sua atenção, impulsividade e actividade motora e não na ausência de vontade para o fazer.

PHDA Hiperactividade Défice de AtençãoMas o problema tem solução. Aconselha-se a intervenção precoce e multidisciplinar. Por um lado pode ser necessário o acompanhamento pelo pedopsiquiatra e a toma de medicação, de modo a melhorar o funcionamento de auto-regulação através do aumento do tempo de atenção e memória de trabalho.

Por outro lado a intervenção psicológica pode ajudar a criança e os pais a lidarem com as suas dificuldades, aprendendo e treinando estratégias que devem envolver os elementos dos vários contextos da criança (família e escola). A regulação do comportamento da criança através de intervenção com recurso a metodologias comportamentais e cognitivas, associada à medicação têm apresentado resultados muito favoráveis, de acordo com a literatura sobre o tema.

Treino parental PHDA Hiperactividade Défice de AtençãoO treino parental com vista à adequação das expectativas dos pais em relação ao comportamento da criança e o desenvolvimento de competências para lidar com os comportamentos difíceis da criança (auto-regulação parental) deve ser incluído no processo de tratamento.

Contacte-me, posso ajuda-lo a ajudar o seu filho!

 

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s