As minhas crianças estão muito preocupadas com o Covid-19!

De há um tempo a esta parte fui recebendo mensagens de pais que me questionavam sobre se seria normal a preocupação excessiva que algumas das suas crianças manifestavam acerca do Coronavírus. De facto o assunto tornou-se uma preocupação generalizada e os números de infetados, quer a nível nacional como internacional são muito significativos, tendo conduzido a esta situação de pandemia que hoje vivemos.

Algumas crianças mais ansiosas, começaram a preocupar-se com o novo vírus logo que se começou a falar dele. Outras, foram aos poucos dando atenção ao assunto e, principalmente após a adoção de medidas mais extremas como o fecho das escolas e as recomendações de isolamento social, entre outras, foram ficando “contaminadas” de medos e dúvidas, para algumas delas muito perturbadoras. Como tal, deixo aqui algumas dicas de como agir com a sua criança neste momento de inquietação tão novo para todos nós.

Não deixe de falar com a sua criança sobre este tema, começando por questionar a criança acerca do que ela já sabe ou de como pensa sobre o assunto. Ouça a sua criança com atenção e deste modo irá permitir que a criança se exprima, que fale sobre o que receia mas acima de tudo poderá corrigir alguma informação errada à qual a criança tenha tido acesso. Ensine à criança como se transmite o vírus e como se pode proteger, falando sempre com verdade e adequando a sua linguagem à idade da criança e à sua capacidade de entendimento. Use um tom de voz tranquilo pois informação e serenidade são recomendáveis em momentos como este.

Ensine também à sua criança que os afetos podem estar presentes fora dos abraços e dos beijinhos e que em alguns casos, o facto de não dar abraços nem beijinhos pode ser a melhor prova de amor (ex. manter a distância dos mais velhos). Podem telefonar, enviar vídeos, escrever cartas, fazer desenhos e enviar por email, enfim, nos dias de hoje as tecnologias permitem um sem número de hipóteses de contacto sem proximidade física, nas quais podemos manifestar o nosso amor e o nosso cuidado com os outros.

Faça por proteger a sua criança do excesso de informação. Por muito que nos queiramos manter atualizados, devemos poupar as nossas crianças a noticiários e reportagens mais agressivas e por vezes especulativas e muito enfáticas, com um grau de potencial ansiogéneo enorme. Falar sobre o assunto sim mas colocar o Coronavírus dentro de todas as conversas ao longo do dia, não! Em especial à noite, na hora de dormir, tente manter as rotinas possíveis e procure tranquilizar a criança com um momento positivo, como contar uma história, por exemplo.

Aproveite as “histórias felizes” relacionadas com o tema Covid-19 para tranquilizar a sua criança e mostrar-lhe bons exemplos. Relatos de cura bem como de manifestações de generosidade e solidariedade podem ser excelentes exemplos para as crianças. Saber que alguém que esteve infetado já está curado pode ser bastante tranquilizador para uma criança com muito medo da morte. Também o exemplo de alguns profissionais de saúde que se disponibilizam para esclarecer e acompanhar alguns de nós mais preocupados, pode funcionar para sossegar as crianças mais ansiosas.

Por fim, nunca é demais lembrar que aos sinais de febre, tosse, fadiga generalizada, dores musculares, dores de cabeça ou dificuldades respiratórias, a indicação é que deverá ligar para a linha do SNS 24 – 808 24 24 24. Não corra com o seu filho para as urgências do hospital ou do centro de saúde e tente manter a calma, pois só assim conseguirá manter calma a sua criança.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s