Regresso à escola e ansiedade

O mês de Setembro trás consigo o final das férias e o regresso à escola. Depois de algum tempo de descanso, descontração e alívio das responsabilidades letivas, o reinício de um novo ano escolar pode apresentar desafios, por vezes vividos com alguma ansiedade, quer pelas crianças, quer pelos pais ou educadores.

O regresso às aulas apresenta-se habitualmente como um momento muito esperado pela maioria das crianças, um vez que tem associado o reencontro com amigos, o conhecer novos colegas e ainda o entusiasmo pela descoberta dos professores e dos conteúdos de um novo ano letivo. Neste ano de pandemia, em que tanto a intermitência da permanência física na escola como a consequente adaptação a diferentes formas de exposição dos conteúdos, por parte dos professores, foi uma constante, muitas crianças anseiam o retomar da normalidade a que estavam habituadas ou aquela que lhes era anteriormente apresentada. Assim sendo, é expectável que para muitos alunos este recomeço seja um momento muito aguardado, embora ao mesmo tempo, potencial gerador de alguma ansiedade. Por outro lado, o ainda “fantasma do Covid-19” que paira sobre as nossas cabeças pode contribuir para um crescente estado ansioso, pelo receio de poderem contrair ou transmitir a doença.

Privadas de um contacto relacional com os seus pares durante longos períodos, algumas crianças podem neste início de ano letivo, apresentar alguns sinais de ansiedade social ou até mesmo de separação. Em muitas famílias, foram os pais, irmãos mais velhos, avós ou outros elementos do agregado, que asseguraram por algum tempo o acompanhamento das suas crianças durante as aulas online. Estas crianças, viram-se impedidas de socializar com outras pessoas do meio extrafamiliar durante algum tempo, o que pode agora contribuir para uma maior dificuldade de adaptação ao contexto escolar. Contudo, não são apenas as crianças que se mostram ansiosas com o regresso às aulas. Alguns pais e encarregados de educação estão bastante apreensivos em relação á forma como irá decorrer este ano letivo, pela incerteza decorrente da situação pandémica, umas vezes aparentemente mais calma e perto de ser resolvida, outras vezes, em aparente descontrolo pela subida de número de casos positivos.

É perfeitamente compreensível que tanto pais como filhos possam estar de algum modo ansiosos com este regresso á escola, porém em alguns casos, a ansiedade pode escalar, tornando a situação mais difícil de gerir. Assim, é importante que se comecem a utilizar algumas estratégias simples mas de grande importância quando de ansiedade se trata. Em primeiro lugar é importante que todos aceitem que este receio é comum a quase todos, ou seja, é “normal” que possam sentir alguma ansiedade, uma vez que se trata de uma mudança que traz consigo uma necessidade de adaptação. O mais importante é que tanto pais como filhos consigam lidar com a sua ansiedade de forma a poderem ser funcionais e aos poucos se adaptarem á realidade imposta. Procure não guardar para si os seus receios e partilhe com familiares, amigos ou pais de colegas dos seus filhos. Vai ver que encontrará muitos pontos em comum, o que por si só o poderá ajudar.

Se a sua criança se apresenta muito ansiosa com o regresso à escola, tente falar abertamente com ela e procure saber exatamente o que a preocupa e lhe causa mal-estar. Por vezes há questões relacionadas com bullying que podem estar a deixar a criança com medo, e, nesses casos, há que ficar muito atento para agir o mais rápido possível no sentido de resolver a situação. Se a ansiedade se dever apenas ao regresso ao contexto escolar após um grande período de ausência, tente motivar a sua criança para os desafios que aí vêm. Fomente o entusiasmo na aquisição os materiais e dos livros, integre a criança na planificação das novas rotinas, mostre-se seguro em relação ás expetativas e transmita calma e otimismo no que se refere ao desempenho escolar, reforçando todos os esforços da criança no sentido da adaptação. Dê à criança a informação necessária relativamente às regras que deve cumprir em termos de recomendações da Direção Geral de Saúde e da Direção da escola. Permita que a criança coloque as suas questões, esclareça as suas dúvidas e deixe que expresse os seus pensamentos e sentimentos, contendo-a.

Procure focar-se mais na solução do que no problema, ou seja, mostre à sua criança as diferentes formas de abordar um mesmo problema, ajudando-a a decidir qual é a que melhor para si, deixando sempre claro que quando uma solução não resulta, há quase sempre outras mais para serem utilizadas. Deixe claro que o seu apoio é incondicional e que sempre que sentir alguma dificuldade, pode sempre contar consigo, bem como com outros adultos do contexto escolar, nomeadamente professores e auxiliares. Informe a sua criança de que estará contactável e no caso dos mais crescidos, pode mesmo definir uma rotina de contactos (ex. telefonar ou trocar uma mensagem ao meio do dia) que vos faça sentir mais tranquilos. Contudo, estes contactos deverão ser moderados e se possível diminuírem no decorrer da adaptação da criança, no sentido de não criar uma dependência, quer para a criança, quer para si.

Mantenha-se atento aos sinais. Procure saber junto do seu filho como lhe correu o dia, com uma pergunta aberta, com a intenção de lhe deixar “espaço” para qualquer tipo de resposta ou para a expressão dos seus pensamentos e sentimentos. Valorize cada esforço da sua criança para se integrar e adaptar e ajude-a a ultrapassar as dificuldades apresentadas. Mantenha contacto com o professor titular ou outros que o representem. Se a sua criança apresentar alterações do comportamento, fale com ela e procure identificar se se trata apenas de um ajuste emocional, normal e transitório. Deixe passar as primeiras semanas e se a criança apresentar sinais preocupantes e sentir que não está a conseguir entendê-la e ajuda-la, então, procure a ajuda de especializada.

A Sua Psicóloga poderá ser uma boa aliada! A adaptação de uma criança ao regresso às aulas, encerra por vezes desafios difíceis de ultrapassar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s